Seria a leucemia de Roman Reigns kayfabe? E qual o limite de uma storyline?

Você também pode ouvir essa notícia!


No RAW do dia 22 de Outubro de 2018 fomos pegos de surpresa por uma notícia nada agradável que com certeza ninguém estava por esperar. Roman Reigns, o até então Universal Champion, veio aos ringues e anunciou que estava com leucemia, um tipo de câncer que afeta o sangue, e que graças a isso, iria deixar o título vago e se afastar por tempo indeterminado do Pro Wrestling. Pessoas na plateia e até mesmo seu parceiro de trabalho, Seth Rollins caíram em lágrimas com a notícia e a despedida (mesmo que momentânea) do Big Dog. Pois bem, o ano passou e os rumores sobre a leucemia de Reigns começaram a crescer e eis que no RAW do dia 25 do mês de Fevereiro, Roman anuncia seu retorno de forma oficial a WWE. Com isso, fica a dúvida: Seria tudo isso uma ‘kayfabe’ para promover Roman? E caso seja, qual o limite do bom senso para uma storyline no Pro Wrestling?

Dito isto, para aqueles que não me conhecem, me chamo Danilo Oliveira, talvez alguns me conheçam pelo nome de luta (literalmente), Ace Williams. Sou pro wrestler pela ActionPRO, estudante de jornalismo e aficionado por Pro Wrestling. Já escrevi para diversos sites e agora venho com o intuito de trazer artigos semanais aqui para o Powerbomb Brasil. E o primeiro deles, venho com um tema que está sendo bem comentado: Se seria ou não kayfabe a leucemia de Reigns.

Não é de hoje que sabemos que a WWE como um tudo querem Roman Reigns como o top guy da empresa e isto é muito mais do que claro ao vermos o tratamento com o Big Dog. Mesmo com uma massiva onda de haters, pessoas o criticando e muitos dizendo que ele não tem o que é necessário para ser um top guy e o taxando como forçado, a WWE seguiu seus planos para torna-lo o principal rosto da empresa custe o que custasse. Acompanhamos ano passado toda sua jornada até finalmente chegar a sua conquista do Universal Championship, mas como dito antes, o anúncio da leucemia de Reigns estragou todos estes planos. Reigns já fez tratamento contra esta doença no passado e a superou, mas infelizmente a mesma retornou, ou será que não?

Reigns sempre sofreu com as vaias do público. Colocaram-no contra inúmeros nomes, o fizeram vencer o odiado Lesnar e até mesmo conseguiu uma vitória na WrestleMania contra o Deadman, aonde foi mais uma vez Main Eventer do maior evento do PW. Tudo isso com o intuito de fazê-lo gigantesco aos olhos dos fãs. Mas o tiro sempre saía pela culatra e só mais reações negativas eram conseguidas. O que então faria o Big Dog ser amado? Ser aplaudido ao invés de vaiado? Exatamente… uma retirada precoce, graças a uma doença e mais tarde o seu retorno quase que milagroso. De fato, o retorno de Roman causou um impacto grande nas vendas de ingresso para o RAW e em sua audiência, bem como vimos o apoio que o mesmo acabou por receber.

Mas sempre que víamos fotos de Reigns, ele ainda mantinha seus longos cabelos, sempre em boa forma física, nunca abatido. Para quem sabe como funciona o tratamento contra a leucemia, sabe o quão a pessoa acaba ficando desgastada. Com uma aparência abatida, magra e geralmente acompanhado da queda de dentes e cabelo. Mas não com Reigns. Todo esse tumulto fez com que até mesmo um instituto inglês que luta contra leucemia viesse ao twitter dar informações e dizer que poderia ser plausível essa melhora de Roman, apesar de incomum.

Agora, com todos esses dados, vamos analisa-los como uma empresa que lucra com entretenimento. Você possui um lutador, no qual você confia como o rosto de sua empresa. Ele é constantemente vaiado por suas ações mesmo positivas. Vince não é burro, certamente sabia que o retorno de Roman seria absurdo, sendo kayfabe ou não, quando o mesmo acontecesse, seria algo grande. Mas agora entra minha visão (uma questão completamente opinativa aqui), eu acredito sim que possa ter sido kayfabe. Usar uma doença do passado que retornou, mas o grandioso herói e imparável Roman Reigns, milagrosamente se curou e voltou aos ringues. E não nos esquecemos que na noite do anúncio do Big Dog no ano passado, Dean Ambrose fez seu heel turn, com o intuito da WWE de transforma-lo no heel mais odiado de todos os tempos.

Então façamos uma junção. Roman, que era esperado retornar após no mínimo 2 anos, retorna em menos de 6 meses de forma heroica. Ambrose, seu irmão de stable seria completamente odiado por todos. Rollins estaria no topo provavelmente com o Universal Championship. Enxergam aí as possibilidades? Não ficaria surpreso se todos os rumores sobre Ambrose abandonar a WWE também não passassem de kayfabe para intensificar tudo e gerar uma feud cheia de sentimentos.

Em resumo, sim, acredito que possa ter sido kayfabe tudo isso, mas ainda me mantenho em cima do muro. Provavelmente jamais saberemos, mas junto de toda essa análise, levanto uma questão: Qual o limite? Usar doenças tão graves como um câncer, envolver assuntos da vida pessoal e afins, somente em meio do entretenimento seria algo plausível? Usar questões como na feud entre Ciampa e Gargano no NXT, usando da vida pessoal, ou até entre Matt Hardy e Edge, ou como se esquecer do combate entre Rey Mysterio e Eddie Guerrero pela paternidade do filho de Rey?

O quão isso é correto? Você justificaria válido? A minha reposta é: Sim. O Pro Wrestling é entretenimento e todos nós sabemos, mas algumas feuds possuem aquele toque de realidade. Tocar em assuntos delicados e fazer disso uma história inteligente, ao meu ver, é sim muito bem aproveitável. Claro, deve ter seu risco estudado, afinal, imaginem quantos não ficariam (ou ficarão) possessos ao saberem que o câncer de Roman foi falso, por exemplo? Um heel tem o papel de fazer com que nós o odiamos. Qual a melhor forma do que fazer isso citando assuntos pessoais e profundos, causando o ódio até mesmo em quem assiste que clama cada vez mais pela vitória do herói? Vemos isso em outro escopo, no MMA, aonde Mcgregor e Sonnen, faz e fizeram um uso inacreditável da oratória para usarem como trunfo e desestabilizarem os oponentes, e não só funciona dentro do octógono como promove de forma imensa os combates.

No Pro Wrestling, isto cai como uma luva, pois apesar de premeditado, estamos mexendo como reações e emoções do público. Não há limites para o entretenimento, tudo é válido (dentro da lei) e o bom senso é uma questão de perspectiva. A frase que diz “não importa os meios, mas sim o fim”, é perfeitamente aplicável nesse aspecto. Mas é sempre bom ressaltar que esta é minha opinião pessoal.

Mas e você? Acha que a doença de Reigns não passou de kayfabe? E os rumores sobre Ambrose? E de fato, tudo é válido no entretenimento ou existem limites que não devemos ultrapassar? Comente abaixo sua opinião e vamos gerar sempre o debate!

Por: Danilo Oliveira

Twitter: @ace_williamspro

Jornalista, designer gráfico e apaixonado por cultura geek. Lutador de Pro Wrestling.



Relacionados

Notícias

Prêmio Orgulho Nacional 2019.2 – Votações abertas

Na edição 2019.2, teremos dezenas de lutadores concorrendo em 4 categorias: melhor lutador, melhor lutadora, melhor luta e revelação.

Vídeos

NOVA CATEGORIA: REVELAÇÃO | INDICADOS | PRÊMIO ORGULHO NACIONAL 2019.2

Fala galera! O Prêmio Orgulho Nacional está de volta! Confira os indicados para a categoria: revelação.